sábado ,8 agosto 2020
Home / Notícias / Projeto proíbe entrada com capacete em agências bancárias

Projeto proíbe entrada com capacete em agências bancárias

O autor do projeto de lei, Rildo Pessoa.

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 23, os vereadores de Belém aprovaram uma alteração na Lei nº 7.903, de 19 de agosto de 1998. A legislação aprovada anteriormente obriga a instalação de portas de segurança nas agências bancárias. A mudança acrescentou a proibição de adentrar nas agências usando capacete. A proposta do vereador Rildo Pessoa (PTB) é criar mais uma forma de proteger a população.

De acordo com o projeto, as agências deverão afixar em local visível placa informativa contendo os seguintes dizeres: “Proibido adentrar usando capacete”. Após a aprovação cabe ao poder executivo colocar a proposta em prática, regulamentar a lei e fiscalizar o cumprimento por parte dos estabelecimentos bancários.

O autor do proposta, Rildo Pessoa, lembrou que já existe um projeto de autoria dele que estabelece a mesma medida de segurança para outros locais, como postos de gasolina e farmácias. A ideia é expandir a proposta para garantir a segurança da população. “A alteração em uma lei específica para os bancos é para não gerar o conflito. Os agentes de segurança dos bancos ja vão saber como agir em uma situação caso alguém queira entrar com capacete”.

Fernando Carneiro (PSOL) julgou o projeto muito útil e correto, pois segundo ele resgata a competência institucional da Câmara que se preocupou com a melhoria da sociedade independente da proposta gerar custos ou não. “Com essa alteração estamos criando custo para as empresas privadas. Deveríamos fazer o mesmo com o município quando necessário”.

Para o vereador Dinely (PSC) a proposta é importante já que acontece de pessoas mal-intencionadas se aproveitarem dessa não proibição para entrarem de capacete e cometerem assaltos. Toré Lima (Republicanos) acrescentou dizendo que tudo o que leva segurança é importante, mas questionou até que ponto vai valer a lei. “Os bancos não cumprem obrigações com direito do consumidor, por exemplo. Passamos horas nas filas. Será que vão se importar com essa mudança?” 

Você pode Gostar de:

A importância do contabilista na retomada da economia é tema de debate na CMB

Um encontro na tarde desta quinta-feira, 06, na Câmara Municipal de Belém reuniu representantes do …

Skip to content