quarta-feira ,17 julho 2019
Home / Vereadores / AVANTE / Violência nas escolas vai ser tema de sessão especial

Violência nas escolas vai ser tema de sessão especial

 

Vereador Silvano quer envolvimento maior da sociedade na busca de soluções para a violência nas escolas.

Para debater a falta de segurança nas escolas públicas e privadas e prevenir casos como o do aluno que esfaqueou um professor dentro de sala de aula em uma escola de Ananindeua, o assunto será debatido em uma sessão especial proposta pelo vereador Sargento Silvano (PSD) e aprovada nesta terça-feira,25.

” O tema é importante para todos, especialmente para crianças e adolescentes. Sabemos que o que ocorreu em Ananindeua não é um caso isolado e que esse não um problema só do Pará. Recentemente um estudante entrou armado numa escola de São e matou vários alunos e professores. Esse debate é muito amplo e envolve toda a sociedade.Nós devemos prevenir e não agir somente depois que a desgraça acontece”, disse o vereador ao defender seu requerimento.

A proposta recebeu apoio dos vereadores presentes à sessão, mas houve reações negativas quando o vereador Silvano atribuiu a responsabilidade pelo atual quadro de violência nas escolas aos governos de esquerda. ” Lula e seus seguidores adotaram certo comportamento em relação à família que acabou tirando o poder de pais e mães e fizeram da escola um verdadeiro campo de treinamento esquerdista”, teorizou.

A declaração foi contestada pelo vereador Pablo Farah (PHS) que votou a favor do requerimento, mas discordou dos argumentos do autor. ” Os primeiros valores que formam o cidadão não são responsabilidade da escola,vereador. Educação começa em casa. E se isso não acontece é porque hoje os pais que precisam trabalhar fora para manter a família, não conseguem dar a atenção necessária para seus filhos. E essas crianças crescem sem orientação, sem rumo, sem bons exemplos, sem limites. Crianças que não respeitam pais e irmãos, não vão respeitar professores e colegas. O tema é importante sim, mas temos que refletir também não apenas sobre a falta de estrutura familiar, mas também na falta de valorização dos profissionais de educação, que têm muitos motivos pra trabalhar desmotivado nas nossas escolas”, avalia Farah.

A questão da educação também foi abordada pelo vereador Rildo Pessoa (Avante). ” Votamos e aprovamos nessa casa o Plano Municipal de Educação que, entre outras coisas, determinou a climatização obrigatória nas escolas e a garantia da merenda escolar de qualidade que se vê hoje. Isso têm a ver com o problema da violência porque ambientes hostis geram comportamentos hostis, sem nenhuma dúvida. Agora sobre culpar os governos de esquerda pela situação, eu discordo do vereador Silvano. Se fosse por isso nos Estados Unidos não haveria tantas ocorrências de crimes cometidos por estudantes nas escolas americanas”, conclui.

 

 

Você pode Gostar de:

Câmara encerra o primeiro semestre com 67 projetos de lei aprovados

O período legislativo da Câmara Municipal de Belém foi encerrado na última quarta-feira,26. Durante os …

Skip to content