sábado ,23 setembro 2017
Home / Notas / Vereadores vão recorrer contra punição de oficial da PM a serviço da Câmara

Vereadores vão recorrer contra punição de oficial da PM a serviço da Câmara

CMB vai recorrer ao Comando da PM a favor do chefe da Assessoria Militar da Casa, major Bahia.

A partir de denúncia feita pelo vereador Sargento Silvano (PSC) na sessão ordinária desta terça-feira, 23, a Câmara Municipal de Belém, por meio de uma comissão de parlamentares, irá se reunir com o novo comandante da Polícia Militar do Estado, Coronel Hilton Benigno, para contestar a citação administrativa que prevê punição de até 30 dias de detenção ao major PM João Roberto Barbas Bahia, chefe da assessoria militar na CMB, sob a alegação de que ele estaria exercendo a função de forma irregular por, supostamente, ainda responder pelo cargo de Chefe da 1ª Seção do Estado Maior do Comando de Policiamento Regional VI, em Paragominas.

De acordo com o vereador Silvano, a medida punitiva determinada pelo ex-comandante geral da PM, Coronel Roberto Campos, teve caráter político e contraria toda a documentação que comprova a legalidade da atuação do major Bahia na Câmara Municipal. ” O ex-comandante se baseou numa filmagem feita no último dia 15 de março, durante a visita que os vereadores fizeram ao aterro sanitário de Marituba, em que o major Bahia aparece acompanhando os parlamentares, no exercício da sua função como assessor militar”, explicou Silvano.

Documentação apresentada pelo Major João Roberto Bahia comprova que ele foi exonerado do cargo no Estado Maior do CPR-IV a partir do dia 5 de janeiro de 2017 e que todo o trâmite da sua cessão para a Câmara, desde a primeira solicitação feita pelo presidente Mauro Freitas ao governo do Estado, em janeiro deste ano,  até a autorização confirmada através de ofício da Casa Civil  no último dia 5 de maio, tem respaldo legal e como tal inviabiliza qualquer medida punitiva imposta ao oficial.

Você pode Gostar de:

Câmara quer andamento do processo por improbidade contra ex-prefeito

Depois de dois dias de discussão foi aprovado na sessão ordinária desta quarta-feira, 16, na …

One comment

  1. Paulo Girão (Especialista em Gestão Pública)

    Esperamos que os vereadores de Belém,percebam de forma humana e social a questão da instituição Pública no Município de Belém,referente as questões Publicas,que os referidos legisladores possam agir de forma imparcial as votações dos projetos sociais .Ressaltamos que a geração futura dependerá dos Serviços Públicos do município de Belém,caso os interesses burgueses prevaleçam essa geração será comprometida..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *