domingo ,22 outubro 2017
Home / Vereadores / Emerson Sampaio / Vereadores fazem visita técnica a três empresas de Icoaraci à pedido dos moradores

Vereadores fazem visita técnica a três empresas de Icoaraci à pedido dos moradores

Uma comissão formada por 12 vereadores visitou, na tarde desta quarta feira, 08, em Icoaraci, três empresas cujas atividades estão causando transtornos para a população que vive na área. Segundo a denúncia que chegou até a Câmara Municipal de Belém, a situação insalubre vivida pela comunidade com o mau cheiro tem atrapalhado a rotina de quem vive no distrito.

A primeira parada foi na empresa Repar Reciclagem, fábrica de ração à base de peixe. Essa é a única empresa de beneficiamento de pescado na Região Metropolitana de Belém. Os vereadores foram impedidos de entrar no local e a direção não explicou o motivo. A intenção dos vereadores era avaliar as instalações e conferir a reclamação dos moradores. “Queríamos que a empresa apresentasse os estudos de impacto ambiental e licenças para que os parlamentares pudessem entender o que causa tanto mau cheiro na área”, explicou o vereador Fernando Carneiro (PSOL).

O presidente da CMB, vereador Mauro Freitas, (PSDC) ressaltou que o objetivo não é prejudicar a empresa, e sim atender a demanda da comunidade, mas isso não aconteceu. “A Câmara vai acionar o seu setor jurídico e o Ministério Público para tomar as medidas cabíveis, de forma que a gente possa dar uma resposta à sociedade”, disse Mauro.

O segundo ponto visitado foi a empresa Ideal Curtume, que também fica no bairro Paracuri, em Icoaraci. Dessa vez, os vereadores foram recebidos pela diretoria, acompanharam todo o processo de fabricação das peças de couro e reconheceram a situação insalubre vivida pelos moradores.

O vereador Víctor Dias (PTC) destacou a boa vontade da empresa em solucionar o problema do mau cheiro que é um processo natural, mas que precisa ser revisto. “Vamos oficializar o pedido aos órgãos de Meio Ambiente, para que juntos, município e empresa, que também traz benefícios ao distrito, possam achar uma solução para minimizar os transtornos. O vereador Gustavo Sefer (PSD) acrescentou que será solicitado um estudo aos órgãos competentes para que um laudo seja apresentado com ações e soluções práticas. Falando por experiência própria, Emerson Sampaio (PP), declarou que mesmo no bairro onde mora, o Tapanã, já é possivel sentir o odor desagradável que exala da área, o que dá uma idéia da extensão do problema ambiental.

A empresa Ideal Curtume existe desde 2002 e produz por mês 180 mil metros de couro. O trabalho é feito por 250 funcionários. O diretor da empresa reconheceu os problemas e pediu ajuda do poder público para atender ao pedido da população. “Dizer que vamos zerar o odor é quase impossível, pois a produção tem um cheiro característico da indústria, mas podemos reduzir. Nos colocamos à disposição dos órgãos ambientais e pessoas responsáveis pela gestão para fazer uma parceria porque a empresa é muito importante para a economia local”, disse Ormeu Pires.

A Couro do Norte, que fica na estrada de Outeiro, também foi alvo da fiscalização dos parlamentares. Os vereadores foram recebidos pelos donos da empresa que apresentaram licença ambiental e certificados de qualidade do produto fabricado e de investimentos para redução de impactos ambientais. O presidente da Couro do Norte, assim como o da empresa Ideal Curtume se comprometeram em participar de uma audiência pública, ainda sem data marcada, na Câmara Municipal de Belém. Serão convidados órgãos de meio ambiente, Ministério Público e a população para que ações que reduzam os impactos sejam discutidas e concretizadas.

Você pode Gostar de:

CMB criará frente parlamentar para debater a Lei Kandir

Sob perspectiva de que sejam discutidos os impactos, as soluções e que a Lei Kandir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *