terça-feira ,27 junho 2017
Home / Notas / Vereadores discutem veto à Festa da Chiquita como patrimônio cultural

Vereadores discutem veto à Festa da Chiquita como patrimônio cultural

Veto parcial a projeto de lei do ex-vereador Victor Cunha está em discussão na CMB.

Entrou em discussão na sessão ordinária desta segunda-feira, 29, na Câmara Municipal de Belém, veto parcial do prefeito Zenaldo Coutinho ao projeto de lei de autoria do ex-vereador Victor Cunha, que reconhece como Patrimônio Cultural de Belém a procissão do Círio de Nossa Senhora de Nazaré.

O objetivo do projeto de lei é que todos os elementos que compõem a festividade religiosa sejam reconhecidos como patrimônio cultural da cidade. o que inclui todas as romarias e as procissões da Trasladação e do Círio, além da Berlinda, corda dos promesseiros, carros que participam das procissões, e ainda os eventos Auto do Círio e Festa da Chiquita.

O veto parcial do prefeito incide sobre o inciso X, do artigo 1º, que dispõe sobre o “Festejo denominado Festa da Chiquita, que se realiza na noite da Trasladação”.  De acordo com a justificativa apresentada pelo prefeito de Belém, o evento não pode ser considerado elemento integrante das festividades religiosas, e que o fato de ser tradicional e ser realizado na véspera da maior procissão religiosa da cidade, não faz da Festa da Chiquita um elemento essencial do Círio de Nazaré. O veto continuará em discussão na próxima sessão ordinária da Casa.

Você pode Gostar de:

Projeto de Mauro Freitas destaca atuação dos profissionais das mídias eletrônica e digital

A matéria intitulada ” Dia do Mídia é celebrado pelas ORM”, publicada na edição deste …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *