sexta-feira ,13 dezembro 2019
Home / Vereadores / PATRIOTA / Marciel Manão / Vereador propõe moção de repúdio a PL das Famílias do Século 21

Vereador propõe moção de repúdio a PL das Famílias do Século 21

Vereador Manão critica o PL federal que expande o conceito de família no País.

Está em votação na Câmara Municipal de Belém o requerimento do vereador Marciel Manão (Patriota) que propõe moção de repúdio ao projeto de lei 3369/15, do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), que institui o Estatuto das Famílias do Século 21. O requerimento começou a ser discutido na sessão ordinária desta terça-feira,3.

O PL que tramita na Câmara Federal estabelece que o poder público faça o reconhecimento formal e garanta todos os direitos a todas as formas de família. No texto do projeto família é conceituada como “a união entre duas ou mais pessoas que se baseie no amor, na socioafetividade, independentemente de consanguinidade, gênero, orientação sexual, nacionalidade, credo ou raça, incluindo seus filhos ou pessoas que assim sejam consideradas”.

O vereador Marciel Manão afirma que a CMB precisa se posicionar contra a proposta do deputado que, segundo ele, vai contra o conceito de família. ” Eu me sinto cada vez mais perplexo com o que está se passando no País. Quando penso que nada mais me surpreende surge esse deputado Orlando Silva, um irresponsável, com um projeto de lei que pretende expandir o conceito de família e com brechas jurídicas visíveis para normatizar o incesto e a pedofilia”, declarou Manão.

O posicionamento o vereador Manão já recebeu apoio do vereador Sargento Silvano (PSD) que faz a mesma interpretação do texto apresentado no PL que institui o Estatuto das Famílias do Século 21. “Esse projeto só podia ser de um deputado de esquerda, essa esquerda que vai contra todos os valores da família na forma como a Bíblia nos mostra que a família seja formada, por um homem e uma mulher e os filhos que eles venham a gerar”, argumenta Silvano.

A vereadora Nazaré Lima também se manifestou sobre a proposição. Para ela há uma tendência a condenar tudo o que a esquerda faz. “Não tenho procuração pra falar em nome do deputado Orlando Reis, que não é do meu partido, mas desde que assumi o mandato nesta casa tenho ouvido muitas coisas contra a esquerda, contra o comunismo. Quero lembrar que comunismo vem de comum, e comuns somos todos. Em relação ao projeto das Famílias do Século 21, é claro que a proposta é pelo reconhecimento dos arranjos familiares que já existem na sociedade brasileira, como as formadas por casais homossexuais”, pondera.

Prudência na abordagem de assuntos polêmicos como esse é o que recomenda o vereador Rildo Pessoa (Avante). “Precisamos ter cautela e prezar pelo decoro quando subimos a essa tribuna para defender nossas opiniões e pontos de vista. Para não gerar polêmicas é preciso sobretudo respeitar o contraditório. Não é porque discordamos do outro que vamos deixar de respeitar a opinião de cada um”, conclui Rildo.

Coral de estudantes do Instituto Adventista Grão Pará em apresentação no plenário da CMB.

Música e orações

A sessão ordinária desta terça-feira,3, na Câmara Municipal de Belém, foi interrompida para que os parlamentares pudessem receber a visita de estudantes do Instituto Adventista Grão Pará que, além de conhecer o legislativo municipal, brindaram vereadores e funcionários da casa com uma bela apresentação musical, encerrada com um momento de oração pelos vereadores Joaquim Campos, Fernando Carneiro e Ivanildo França, afastados de suas atividades devido a questões de saúde.

 

Você pode Gostar de:

Projeto transforma AGM em secretaria municipal

Em sessão extraordinária nesta quinta-feira, 12, a última sessão do ano na Câmara Municipal de …

Skip to content