segunda-feira ,20 novembro 2017
Home / Vereadores / França / Sessão Solene lembra os 500 anos da Reforma Protestante

Sessão Solene lembra os 500 anos da Reforma Protestante

Composição da mesa e o coral da Assembléia de Deus

Um dos eventos mais importantes da igreja evangélica completa 500 anos no dia 31 de outubro de 2017. A reforma protestante foi lembrada em uma sessão solene na manhã desta segunda feira, 30, na Câmara Municipal de Belém. O vereador Marciel Manão (PEN), proponente da sessão, destacou o quanto esse acontecimento influenciou o mundo. “Somos frutos dessa mudança. Falar de reforma protestante é falar de um homem de coragem. Lutero pregou as 95 teses e nos libertou, portanto não poderia deixar de ser lembrado”.

A reforma protestante marcou o início de século XVI. O movimento cristão foi comandado por Martinho Lutero. O alemão, filho de camponeses, protestou contra diversos pontos da doutrina da igreja evangélica Romana, propondo uma reforma no catolicismo da época.  Lutero foi apoiado por vários religiosos e governantes europeus provocando uma revolução religiosa. Um levantamento atual feito pelo instituto Data Folha, citado por Marciel Manão, mostra o resultado dessa mudança. 29% da população do mundo é evangélica e o número de seguidores só tem aumentado.

                                    Vereador Marciel Manão

A sessão solene reuniu representantes de 32 igrejas evangélicas de Belém que receberam um certificado em reconhecimento ao serviço prestado à sociedade. Representando a igreja universal, o vereador Pastor França (PRB) ressaltou que a experiência da reforma só foi possível porque alguém teve a audácia de mudar o modo de pensar, lutando contra o fanatismo e contra os erros que eram praticados. ” Erros todos temos, mas devemos sempre procurar o caminho da palavra do salvador. Deus faz questão de estar na política para que possamos avançar e melhorar a cada dia”.

Para o representante da Assembléia de Deus de Icoaraci, a reforma trouxe de volta a lei de Deus, resgatou valores como a família, a fé e a própria lei divina, já que hoje todos tem uma bíblia em casa. Adriano Casanova, representante da Sociedade Bíblica do Brasil, acrescentou que a missão é fazer com que a bíblia chegue a todos os cantos e o desafio não é só ter a palavra de Deus ou saber, mas sim colocar os ensinamentos em prática. “Apenas assim teremos professores, filhos e pais melhores, quando Deus for louvado e engrandecido acima de tudo”.

Representantes das igrejas recebendo o certificando de agradecimento

Em nome do prefeito de Belém, o Secretário de Economia do município, Mário Freitas, transmitiu a admiração e o respeito que Zenaldo Coutinho tem pela igreja evangélica e destacou que muitas pessoas que o ajudam a comandar a capital professam essa fé. Mário falou do momento difícil vivido há 500 anos durante a luta contra uma igreja corrompida pela mercantilização do perdão e ressaltou que hoje estamos vivendo o mesmo problema. “Vamos todos nos tornar Martinho. Não vamos deixar que nos enganem, nem a que mídia imponha o que é certo. Só nós podemos fazer essa mudança”.

O pastor Valdir Kleman, da Igreja Luterana do Brasil, lembrou que não foi criada uma nova igreja, mas que a igreja da época saiu do erro para o evangelho. Ele destacou ainda que Lutero esperava muito das autoridades e que chegou a escrever uma carta para o príncipes pedindo que os cofres fossem abertos para investir na educação do povo. “Essa casa tem esse mesmo dever. Fiscalizar e incentivar que os recursos públicos sejam usados para investir nos seres humanos. Povo instruído não escolhe péssimos governantes”.

Você pode Gostar de:

Servidores são os grandes homenageados na sessão comemorativa aos 97 anos do PSM da 14

Há 32 anos a enfermeira Mariléa Moraes Silva aceitou um convite para trabalhar no Hospital …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *