domingo ,23 julho 2017
Home / Vereadores / Adriano Coelho / Sessão especial para debater ar condicionado nos ônibus está em votação

Sessão especial para debater ar condicionado nos ônibus está em votação

Vereadores de Belém iniciaram na manhã desta terça-feira, 16, a discussão sobre uma sessão especial para debater um assunto que ganhou muita repercussão na última semana: a implantação de aparelhos de ar condicionado nos coletivos de Belém.  A proposta é do vereador Adriano Coelho (PDT).  “Os vereadores foram expostos de forma errônea. É notória a necessidade de ar condicionado nos coletivos de Belém. O que precisamos é esclarecer as mudanças que vão acontecer com essa implantação, como o aumento da passagem. Por isso queremos chamar a população para a troca de ideias”, relatou Adriano.

A necessidade de debater o assunto teve o apoio de vereadores como Sargento Silvano (PSD) para quem trazer informações, como impacto no bolso dos usuários é fundamental para colocar as mudanças em prática. “Vamos conversar com a população, ouvir sugestões, contribuir para as melhorias e cobrar da prefeitura”, disse Silvano. O vereador Toré Lima (PRB) acrescentou que “ temos que deixar claro que não fomos eleitos pra brincar e enganar a população com projetos que de que alguma forma vão trazer impactos negativos ou usar de assuntos sérios pra fazer politicagem. O usuário precisa ser consultado”, disse Toré.

Durante o debate, em conjunto, 30 vereadores protocolaram um ofício que será encaminhado para a prefeitura de Belém ainda nesta terça-feira. No documento, que tem a assinatura dos parlamentares, o presidente da Câmara Municipal de Belém, Mauro Freitas, relata que a legislatura visa buscar soluções de forma coletiva para a população e solicita que “por meio de órgão competente sejam feitos estudos técnicos pertinentes no sentido de viabilizar nos transportes coletivos urbanos do município de Belém, a instalação de ar-condicionado”. O ofício solicita ainda que o projeto apresentado pela prefeitura descreva de forma detalhada os impactos que possam a vir alterar a planilha tarifária. “A nossa proposta é formar uma  comissão com representantes do Ministério Público, Dieese, OAB-Pa e outros órgãos que podem contribuir para o processo. Queremos ter a certeza de que esse benefício tão esperado, não vai em contrapartida prejudicar  os usuários  no fim do mês”, finalizou Mauro Freitas (PSDC).

ofício n. 474-2017 CMB Presidência 1-3
ofício n. 474-2017 CMB Presidência 2-3
ofício n. 474-2017 CMB Presidência 3-3

Você pode Gostar de:

Sessão especial chama a atenção para o combate à violência contra os idosos

Por iniciativa do vereador Henrique Soares (PDT), a Câmara Municipal de Belém realizou na manhã …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *