sábado ,23 setembro 2017
Home / Notícias / Sessão especial marca a sanção da lei que institui o Dia Municipal de Nossa Senhora de Nazaré

Sessão especial marca a sanção da lei que institui o Dia Municipal de Nossa Senhora de Nazaré

Com o Plenário Lameira Bittencourt lotado, a cerimônia começou com a chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré que foi recebida com pétalas de rosas vermelhas e ao som de “Vós sois o lírio mimoso”, tocado pela banda da Guarda Municipal. A sessão especial da tarde desta quarta feira, 6, marcou a sanção da lei que institui o Dia Municipal de Nossa Senhora de Nazaré. Estiveram presentes os membros da arquidiocese de Belém, diretoria da festa e representantes da Basílica de Nossa Senhora de Nazaré. “Foi uma brilhante e feliz iniciativa da Câmara de Belém. Obrigada ao presidente pela lei e ao prefeito pela ajuda incansável no círio. Estamos vivendo um dia histórico hoje”, disse Roberto Souza, diretor do Círio de Nazaré.

O projeto de lei é de autoria do vereador e presidente da casa, Mauro Freitas, que fez um discurso emocionado ao falar da padroeira dos paraenses e da satisfação em ser o proponente da lei. “Era inconcebível que ainda não existisse um dia dedicado a nossa senhora. Ela que abençoa os nossos lares, que nos fortifica, que nos une, movendo um mar de gente que tem uma fé que ninguém consegue explicar, apenas sentir. Agora ela tem um dia só dela para que possamos festejar e agradecer”, declarou Mauro.

O projeto, que a partir de hoje é lei, foi sancionado pelo prefeito de Belém, durante a sessão. Agora, em todo dia 08 setembro será comemorado o Dia Municipal de Nossa Senhora de Nazaré, como parte do calendário oficial de Belém. Zenaldo Coutinho destacou a vontade de vir até a CMB para a assinatura e disse ainda que a data marca uma preparação para o Círio, já que nessa época a imagem visita os lares anunciando mais um ano de festa. “Parabenizo todos os vereadores que independente do credo, foram unânimes no respeito à fé católica preponderante no nosso estado. Levanto minhas orações para que essa casa sempre tenha energia na defesa dos mais legítimos interesses do povo de Belém”, completou Zenaldo.

A data escolhida para a homenagem corresponde ao dia em que aconteceu o 1º Círio de Nossa Senhora em nossa capital. O jornalista, estudioso e pesquisador do Círio, João Carlos Pereira, disse que sentia uma lacuna muito grande pela falta dessa data no calendário oficial de Belém, dada a importância e a história acerca de Nossa Senhora. Ele também elogiou a sensibilidade do presidente da Câmara em criar o projeto e disse que agora o católico paraense vai se sentir completo. ”Dia 8 de setembro vai ter festa em casa. Vou celebrar esse dia com uma homenagem minha e da minha família a nossa senhora. Flores, decoração na berlinda e muita oração. Que o paraense valorize essa data e faça o mesmo”, enfatizou João.

Em missão católica, em Brasília, Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém, não pôde estar presente na sessão. Dom Irineu Roman, bispo auxiliar da capital, foi quem representou a Arquidiocese. Gaúcho e paraense de coração, Dom Irineu se emocionou ao receber das mãos de Mauro Freitas o Título de Cidadão de Belém. Ele aproveitou para agradecer a todos os presentes que são responsáveis pela organização da festa católica dos paraenses.  O Reitor da Basílica, Padre Luíz Carlos Gonçalvez, também foi agraciado com uma condecoração. Ele recebeu um certificado de agradecimento pelo trabalho realizado no Círio de Nazaré e declarou que acrescentou que “se sente muito feliz com a homenagem e em poder participar do círio que projeta a nossa cidade, fomenta a nossa fé e impacta a vida nos aspectos religiosos, cultural e econômico”. O reitor se manifestou ainda dizendo que “agora temos mais um dia para celebrar o amor, a solidariedade e o carinho e reconhecimento por bênçãos e graças alcançadas”.

Além do reitor da Basílica, também foram homenageados com um certificado de agradecimento os seguintes envolvidos na maior festa de fé do povo paraense: Guilherme Fernando dos Santos Azevedo, Coordenador da Guarda da Santa; Mízar Klautau Bonna, confeccionou o manto por vários anos; Paulo Teixeira Morelli, decorador da berlinda; Lilian Mendes Acatauassú Nunes, Coordenadora do concurso de redação do Círio; Marílza Ferreira, confecção do manto deste ano; Aline Rickman Folha, desenhista do manto; Roberto Mauro Santos de Souza, Diretoria da Festa; Daniela Chamma Farias de Souza, Diretoria da festa; Dom Alberto Taveira, Arcebispo de Belém; Padre Giovanni Maria Incampo, Padre Barnabita, João Carlos da Silva Pereira, pesquisador do Círio; Oswaldo Diniz Mendes; Antônio Cezár de Azevedo Neves, Arnaldo da Silva Pinheiro; Gleidson Dias Figueredo; Augusto Cézar Almeida Vasconcelos, diretores eméritos da festa.

 

 

 

Você pode Gostar de:

CMB aprova requerimentos e sessões especiais nesta quarta feira

Durante a sessão ordinária desta quarta feira, 13, os vereadores de Belém aprovaram 8 sessões …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *