segunda-feira ,23 Abril 2018
Home / Notícias / Sessão especial enfoca protagonismo e valorização da mulher

Sessão especial enfoca protagonismo e valorização da mulher

Vereadora Simone Kahwage homenageia mulheres e incentiva o empreendedorismo feminino com a campanha Viva Mulher.

Conscientizar a mulher da sua capacidade de fazer as escolhas que vão definir seu destino e de assumir a responsabilidade por essas escolha,s foi a tônica da sessão especial realizada na tarde desta quinta-feira,22, na Câmara Municipal de Belém, com o tema “Reconhecendo e legitimando o protagonismo das mulheres”. A sessão foi proposta pela vereadora Simone Kahwage (PRB) em requerimento aprovado à unanimidade pelos demais parlamentares da Casa.

Além do debate, a reunião também teve caráter de homenagem com a entrega de comendas a mulheres que se destacaram nas suas área de atuação e que foram indicadas pelas comunidades atendidas nos projetos sociais desenvolvidos pelo mandato de Simone Kahwage. Na oportunidade a vereadora fez o lançamento oficial da campanha “Viva Mulher”, que tem como foco principal fomentar o empreendedorismo entre as mulheres.
“Essa sessão me deixa muito feliz porque ao escolher a data de 22 de março propositadamente, eu quis deixar claro que dia da mulher é todos os dias, mas isso não impede que hoje a gente homenageie aqui as mulheres ícones de 2017 também, cada uma na sua área de desenvolvimento. A campanha Viva Mulher  vai ser feita por uma equipe formada por mulheres de cada bairro, para que a gente possa levar empreendedorismo para as mulheres de baixa renda, mas também trabalhar outras questões como a saúde feminina, a violência contra a mulher. Enfim, essa campanha Viva Mulher tem o intuito de fazer com a mulher viva novamente”, explica a vereadora.

Apresentação do Grupo de Expressões Tribo Kawahiva, do bairro da Sacramenta, em homenagem às mulheres.

Homenageadas

Foram indicadas para receber as honrarias da casa legislativa na sessão especial  “Reconhecendo e legitimando o protagonismo das mulheres” : Maria Tavares da Trindade, coordenadora de Integração de Políticas Públicas para Mulheres; Maria do Socorro Monteiro, Subinspetora Geral da Guarda Municipal de Belém;Adriana Grigolin,Juiza de Direito da Vara de crimes contra a criança e o adolescente; Aldeíse da Silva, Capitã de Fragata do IV Distrito Naval; Débora Martins, coordenadora do PRB Mulher-Pará; Meire Soares, coordenadora do UNP-Evangelização nos Presídios, Amanda Machado, médica endocrinologista; Mônica Maciel, Juíza de Direito-Corregedoria de Justiça das Comarcas do Interior (TJPA); Erika Natalie, primeira coronel feminina Comandante da Polícia Militar (CPC 2); Samara Castro, digital influencer e Gracielen Silva e Souza, coordenadora do Grupo de Expressões Tribo Kawahiva, do bairro da Sacramenta.

Os ritmos e as cores do Grupo Tribo Kawahiva deram o tom festivo à sessão especial, e também evidenciaram o mérito da homenagem à coordenadora Elen Souza, como é mais conhecida a coordenadora Gracielen Silva e Souza. A vereadora Simone Kahwage destacou o cunho social por trás das atividades culturais, o que Elen Souza considera a função mais importante do grupo. “A importância desse trabalho é resgatar as crianças da rua, para que mais tarde elas não sejam pessoas violentas, que não respeitem as famílias. E para que a gente consiga isso, precisamos primeiro do apoio e do envolvimento dos pais com a cultura”, afirmou a homenageada.

A médica endocrinologista Amanda Machado deu o exemplo de sua própria história de vida para passar uma mensagem às mulheres que almejam realizar sonhos e projetos. Filha de mãe de solteira, criada com a ajuda da avó, mesmo enfrentando dificuldades, ela se orgulha de ter sido aprovada em primeiro lugar no curso de Medicina da UFPA. “Não me refiro a essa história para contar vantagem, mas para mostrar que temos escolha. Podemos ser protagonistas da nossa história ou nos vitimizar. Eu escolhi ser protagonista. Por isso nunca deixem que lhe digam que você não é capaz, que não vai conseguir porque, e isso não é só um clichê, com metas e foco é possível sim”, incentiva Amanda.

Para a coordenadora do PRB Mulher-Pará, Débora Martins, é inegável a necessidade de mais políticas públicas para mulheres tanto na cidade, como no campo. E segundo ela a pergunta é: Quem vai fazer isso? A resposta, afirma Débora, somos nós mesmas. “É ingenuidade imaginar que as coisas podem mudar sem a participação da sociedade em geral. Estamos em ano de eleição, que é sempre uma oportunidade de mudanças. E as mulheres podem e devem atuar nesse processo, aumentando sua participação na vida do bairro, da cidade, do estado e do país. O protagonismo da mulher começa com a gente”, conclui Débora.

Você pode Gostar de:

Profissionais da Contabilidade são homenageados na CMB

  O compromisso com a sociedade, as demandas pendentes com o poder público e a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *