quarta-feira ,13 novembro 2019
Home / Vereadores / DC / Renovação de convênio com a Segup amplia emissão de carteiras de identidade pelo NACI-CMB

Renovação de convênio com a Segup amplia emissão de carteiras de identidade pelo NACI-CMB

Vereador Mauro Freitas assina o convênio que garante o serviço de emissão de RGs pelo NACI.

Com vigência de dois anos, a Câmara Municipal de Belém, por meio do presidente Mauro Freitas, acaba de assinar convênio que renova a parceria da Casa com a Secretaria de Estado de Segurança Pública para manter e ampliar o serviço de emissão de RGs (carteiras de identidade) pelo Núcleo de Atendimento ao Cidadão (NACI) da CMB.

Participaram do ato de assinatura do documento ocorrido no gabinete da presidência, na manhã desta sexta-feira,9, além do vereador Mauro Freitas (PSDC), o diretor de Identificação da Polícia Civil, Antonio Ricardo de Paula, e os vereadores Delegado Nilton Neves (PSL) e Fabrício Gama (PMN).

Para o diretor de Identificação da Policia Civil, Antonio Ricardo de Paula, o novo convênio é resultado da avaliação positiva que o Estado faz dos serviços prestados pela Câmara Municipal. “Estamos reafirmando uma parceria que já existia entre a Polícia Civil e a Câmara. A renovação do convênio vem para oficiar o serviço de identificação prestado pelo posto instalado aqui e estabelece cerca de 60 mil unidades de cédulas de identidade durante a sua vigência. Assim, a Câmara Municipal participa desse processo  de cidadania que o governo do Estado proporciona à população”, avalia o diretor.

Vereador Mauro Freitas, o diretor de Identificação da PC, Antonio Ricardo e os vereadores Nilton Neves e Fabrício Gama.

A importância desse convênio para o poder legislativo é destacado pelo presidente da CMB, vereador Mauro Freitas. ” Só tenho a agradecer à Polícia Civil através do diretor Antonio Ricardo. A Câmara Municipal está lisonjeada com essa parceria que vai nos permitir atender 60 mil pessoas em dois anos. Isso é de grande importância pra comunidade e principalmente para este poder, que mostra pra população que a Câmara vem cumprindo seu papel em todos os âmbitos, não só na questão do parlamento, mas na questão de atender o social. Parabéns à Polícia Civil do estado do Pará, parabéns por sua organização”, elogiou.

Mauro Freitas destacou ainda a atuação do vereador Delegado Nilton Neves na intermediação para que o convênio fosse firmado. ” Não podia deixar de agradecer todo o empenho que o vereador Nilton Neves teve nesta ação, como delegado de polícia, mostrando não só que é parceiro da população mas que é parceiro desta Casa também, porque interviu junto à PC para que pudéssemos hoje ter uma firmeza maior pra atender nossos munícipes”, declarou o vereador, acrescentado que a população de Belém pode esperar outros serviços como esse, que a Câmara estará buscando para atendê-la.

Vereador Nilton Neves é o parlamentar responsável pela coordenação do NACI, na gestão de Mauro Freitas à frente da CMB.

Mais pessoas atendidas

Atualmente o NACI emite 70 carteiras por dia. A partir da assinatura do convênio com a Polícia Civil, este número passará a ser de 100 atendimentos/dia. “Com esse convênio vamos ter a emissão de 400 carteiras mensalmente e aumentamos para 100 a emissão diária do documento para cidadãos de qualquer bairro de Belém”, afirma o vereador Delegado Nilton Neves, atual parlamentar responsável pela coordenação do Núcleo de Atendimento ao Cidadão.

A cada dois anos, um vereador é designado para responder pelo NACI, indicando um coordenador para o órgão. Nesta gestão, o gabinete do vereador Nilton Neves dá o suporte necessário para que o atendimento no núcleo seja cada vez melhor. Segundo o vereador, um grande avanço foi o fim da fila para atendimento. “Quando assumimos, havia fila que penalizava os cidadãos. Senhoras idosas vinham desde as quatro da manhã em busca da carteira de identidade. Hoje isso não acontece mais”, garante Neves. “Hoje o atendimento é feito por agendamento, quando são disponibilizadas 20 carteiras por dia, mas temos 80 carteiras geradas diariamente, que podem ser solicitadas de forma presencial”, explica o vereador.

Serviço:

Núcleo de Apoio ao Cidadão – NACI

Endereço: Travessa Curuzú, 1755- 1º andar.

Horário de atendimento: 08h às 13h

Telefone: 3266 – 4700

Você pode Gostar de:

Dia Mundial de Luta contra a Aids será lembrado em sessão especial

Em Belém a Casa Dia é referência no atendimento a pessoas vivendo com o HIV. …

One comment

  1. Janete Queila Pinheiro Silva

    Lentavelmente o que deveria ser exemplo de respeito ao cidadão ainda atua com servidores sem preparo para lidar com o público. Estou gestante de cinco meses e hoje passei no NACI o maior constrangimento de toda minha vida, tudo porque estou tento contrações prematuras e não possoe exaltar. Primeiro a diretora do Núcleo me exigiu o comprovante de pagamento, visto que segundo o comprovante de agendamento devemos apresentar caso aí dá o tenhamos, ou seja, não é obrigatório pois só se consegue agendar com a confirmação do pagamento via site da Polícia Cívil, mesmo informando a ela que minha gestação era de risco e por a dificuldade em me deslocar em outro dia ela insistiu que precisava do comprovante. Consegui imprimir e mesmo assim ela continuou colocando dificuldades dizendo que eu teria que esperar ela terminar um monte de serviço que ela tinha pra fazer e que os atendentes dela tinham horário pra cumprir, sendo que ainda não era nem 11:30h e o local funciona até às 13h…ou pelo menos deveria! Com muita paciência continuei pedindo para ser atendida até que uma funcionária resolveu intervir e levar meus documentos ao guichê 1, onde passei por mais humilhação ainda…a atendente Madalena ao encerrar um atendimento,e me vendo gravida, saiu do guichê e quando resolveu retornar foi para organizar a mesa e pegar sua bolsa para ir embora. Me senti tão humilhada pois estava sem condições de questionar, sentindo mal-estar e tontura, foi quando comecei a chorar…as demais atendentes dos fui hes 3 e 6 não estavam fazendo nada e mesmo assim a senhora Madalena me deixou aguardando vendo que não me sentia bem e foi embora me vendo chorar, até que atendente do guichê 3 pegou meus documentos para me atender. Infelizmente no Brasil é assim, como eu não estava em condições de falar alto e me estressar tive que me submeter a toda essa humilhação!

Skip to content