domingo ,9 dezembro 2018
Home / Vereadores / PSDC / Mauro Freitas / Reflexões e homenagens dão o tom na sessão alusiva ao Dia da Consciência Negra

Reflexões e homenagens dão o tom na sessão alusiva ao Dia da Consciência Negra

Roda de capoeira. Uma das atrações da sessão em homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra. Foto: Higor Rodrigues.

Muito além de uma comemoração oficial a sessão especial em homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra realizada na tarde desta quarta-feira,14, na Câmara Municipal de Belém abriu espaço para que temas como racismo, discriminação, luta por igualdade, inclusão e respeito à religião e cultura afro-brasileiras sejam pautas de interesse público e social, sem que sejam vistos como discursos de “vitimização” da população negra.

De autoria do presidente da Casa, vereador Mauro Freitas (PSDC), a sessão reuniu representantes de instiuições ligadas à causa, com destaque para a Associação Cultural e Esportiva de Negros e Afrodescendentes da Amazônia (Acena), que atua no resgate, valorização e fortalecimento da cultura popular afro-brasileira.

Vereador Mauro Freitas e parte dos homenageados.

Em parceria com a Acena, a CMB homenageou  com a entrega de certificados 60 personalidades que se destacaram por serviços prestados à cultura afroamazônica. Para Mauro Freitas o legislativo municipal estava devendo esse reconhecimento à comunidade negra. “É a primeira vez que um presidente desta casa de leis realiza uma sessão especial como essa e eu sinto muito orgulho de ter tido essa oportunidade.Meu desejo é que esta sessão seja um marco da pluralidade do nosso mandato. Pra vocês quero dizer que não só hoje, mas sempre, a Câmara Municipal está de portas escancaradas ao povo negro da nossa cidade e tenham certeza que nesta casa vocês têm representantes”, declarou o vereador.

Avanços e receios

O presidente da Acena, Raimundo Harles Carneiro, destacou a importância da homenagem prestada pela CMB para o reconhecimento e valorização da consciência negra. Ele avalia que o segmento já teve bastante conquistas mas que o atual panorama político é preocupante.”A gente fica um pouco receoso diante da postura que vinha sendo adotada pelo futuro presidente do País durante a campanha eleitoral em relação a segmentos como os quilombolas e os povos indígenas, mas esperamos que tenha sido apenas um momento de campanha e que agora ele vá se conscientizar que nem tudo pode ser como ele pretende porque existe o congresso, existem os movimentos sociais que não vão permitir nenhum tipo de retrocesso às nossas conquistas”, pondera.

Coordenadora de Politicas e Promoção de Igualdade Social do município de Concórdia do Pará, Joelma Belém fez um forte discurso sobre a questão racial. “Eu não gosto muito de falar, sou mais de fazer. É que na teoria tudo é muito mais fácil. Eu, como quilombola e estando nessa coordenação que trabalha a igualdade social, não posso me calar ante fatos como por exemplo as ameças que as comunidades quilombolas vem sofrendo por parte de grupos evangélicos. Eu sou muito grata por esse momento de reconhecimento aqui na Câmara de Belém, isso é muito importante, mas como disse Nelson Mandela, não precisamos esperar um ano inteiro para ter um único dia de consciência negra, mas vivê-la os 365 dias do ano”, disse Joelma.

Representantes da comunidade afro lotaram o plenário da CMB.

Tamborimbó
O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro, mas em Belém o ponto alto das homenganes será a realização do Tamborimbó, evento que vai reunir grandes nomes do cenário musical paraense na praça Waldemar Henrique, dia 25 de novembro, a partir das 14h.
Um dos principais apoiadores do evento, o vereador Mauro Freitas anunciou que já está trabalhando na elaboração de dois projetos de lei de interesse da cultura negra. Um deles cria a Semana Municipal do Negro em Belém e o outro inclui o Tamborimbó no calendário cultural do município. ” Tenho certeza que o Tamborimbó já se firmou com uma grade festa de matizes africanos e, com essa lei, passará a ser uma marco para todos nós. Será a semente para que todos os anos nós possamos realizar em praça pública um grande ato contra qualquer tipo de discriminação”, enfatizou.

Você pode Gostar de:

Lei Orçamentária Anual para 2019 é aprovada na CMB

Em sessão extraordinária, nesta quarta-feira, 05, os vereadores da Câmara Municipal de Belém votaram o …

Skip to content