sexta-feira ,13 dezembro 2019
Home / Vereadores / PDT / Adriano Coelho / Preservação e combate ás drogas no centro histórico volta à pauta da CMB

Preservação e combate ás drogas no centro histórico volta à pauta da CMB

Sessão especial vai debater soluções para o tráfico e consumo de drogas no centro histórico de Belém. Foto: Agência Belém.

A necessidade de políticas públicas que devolvam o centro histórico de Belém  à sua condição de patrimônio cultural e de referência sobre a história da cidade tanto para moradores quanto para visitantes, será um dos aspectos em discussão na sessão especial proposta pelo vereador Adriano Coelho (PDT) e aprovada à unanimidade na sessão ordinária desta segunda-feira,5, na Câmara Municipal. O foco principal porém é a atual situação do local que há anos vem sendo ocupado por moradores de rua e consumidores de drogas,  um problema que vem aumentando apesar das diversas operações de reordenamento já realizadas em conjunto pelos órgãos de segurança pública do estado.

Dados levantados pela Fundação Cultural do Município (Fumbel) em 2017 registravam no centro histórico e seu entorno cerca de 1700 imóveis de importante preservação, dos quais 200 estavam em situação de risco por terem sido abandonados pelos proprietários.

Adriano Coelho quer envolvimento de todos os órgãos públicos das áreas de segurança e cultura, no debate.

 

“É  inaceitável que uma cidade com a riqueza arquitetônica e cultural de Belém  hoje tenha que conviver  com uma ‘verdadeira cracolândia’ instalada no centro comercial, que também é o nosso centro histórico. Está mais do que na hora de chamarmos os órgãos de cultura, segurança e de assistência social para que se discuta e se definam ações que resolvam esse problema  e  restabeleçam a preservação e conservação desse patrimônio”, afirmou Adriano Coelho, justificando a apresentação do seu requerimento.

Segundo o vereador  além da questão da segurança pública e do prejuízo ao turismo, há o aspecto social que exige total atenção do poder público. ” O mais importante é que não podemos ignorar as vidas que, destruídas pelo consumo de drogas, podem estar ali por absoluta falta de opções, assistência ou acolhimento”, complementa.

A sessão especial ainda sem data definida vai reunir na CMB representantes dos órgãos oficiais de gestão cultural e do patrimônio público no estado e no município, além de políticos e  entidades civis.

 

 

Você pode Gostar de:

Projeto transforma AGM em secretaria municipal

Em sessão extraordinária nesta quinta-feira, 12, a última sessão do ano na Câmara Municipal de …

Skip to content