segunda-feira ,11 dezembro 2017
Home / Vereadores / Marinor Brito / Vereadores mantêm proibição à venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol

Vereadores mantêm proibição à venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol

Vereadora Marinor Brito considera a manutenção do veto um retrocesso para Belém.

Dos 28 vereadores presentes à sessão ordinária desta quarta-feira,6, na Câmara Municipal de Belém, 17 optaram por manter o veto integral do prefeito Zenaldo Coutinho ao projeto de lei nº 085/15, de autoria da vereadora Marinor Brito (PSOL) e do ex-vereador Pio Netto, que dispõe sobre a autorização e regulamentação da venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios e arenas desportivas do município.  No total foram 17 votos a favor do veto, 10 contra e uma abstenção.

Antes da votação a vereadora Marinor Brito reiterou que o argumento que vincula a violência ao consumo de bebidas dentro dos estádios não tem fundamento científico.” Volto a afirmar que em todas as pesquisas realizadas sobre o tema, ficou comprovado que não houve redução da violência em locais em que se proibiu a venda de bebidas nos estádios e não houve aumento quando essa comercialização foi liberada nesses locais. Não podemos penalizar o torcedor paraense em seu momento de entretenimento sob a alegação de que a bebida aumenta a violência. O que eu percebeu é que existe uma desconexão entre a realidade e as razões que motivaram o veto do prefeito”, declarou Marinor.

Com a manutenção do veto, a venda de bebidas dentro nos estádios de Belém continua proibida. O resultado da votação não surpreendeu a vereadora do PSOL que considerou a decisão um retrocesso, que deixa Belém e o Pará atrás de outros estados do país como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul.

Maioria dos vereadores votou a favor da proibição da venda de bebidas dentro dos estádios de futebol.

A favor da volta das bebidas nas arenas desportivas, o presidente da CMB, vereador Mauro Freitas (PSDC), também não manifestou surpresa com o placar da votação. mas anunciou que um projeto similar está sendo elaborado para trazer o assunto de volta à pauta da Casa. ” Basta que 18 vereadores que compartilhem da mesma opinião que eu assinem o novo projeto, para que esta Câmara reavalie essa questão e decida devolver ao torcedor o direito de se divertir nas arquibancadas dos nossos estádios”, disse Freitas.

Satisfeito com a vitória do não, o vereador Sargento Silvano (PSD) parabenizou os vereadores que mantiveram o veto e assim, contribuíram para a maior tranquilidade dos  torcedores de futebol. ” Quem é contra esse veto, pergunte aos órgãos de segurança pública, pergunte ao Ministério Público se não há relação da bebida com a violência nos estádios”, argumentou Silvano.

Igualmente a favor do veto do prefeito Zenaldo Coutinho, o vereador Rildo Pessoa (Avante) considera a proibição de bebidas alcoólicas o único freio para o aumento da violência nos estádios e também avalia que a liberação só favorece as grandes empresas, em detrimento dos pequenos comerciantes que atuam no entorno desses locais. ” Muitas pessoas desempregadas têm na venda feita no entorno dos estádios o seu único sustento e nesse sentido sim esse comércio gera recursos para quem de fato precisa”, defendeu o parlamentar.

 

 

Você pode Gostar de:

Evento que beneficia a Fundação Pestalozzi é reconhecido pela CMB

Na manhã desta terça feira, 28, a Câmara Municipal de Belém aprovou à unanimidade o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *