domingo ,20 setembro 2020
Home / Notícias / Judô recebe homenagem inédita no Legislativo

Judô recebe homenagem inédita no Legislativo

O fato de pela primeira vez em sua história local o judô ter sido convidado por uma casa legislativa para celebrar o referido esporte foi um dos destaques da sessão especial que comemorou o Dia Nacional e Internacional do Judô, na tarde dessa quinta-feira, 28 de novembro, no plenário da Câmara Municipal de Belém. Como presidente da sessão e autor do requerimento que a criou, o vereador Sargento Silvano convidou para compor a mesa os senhores Alcindo Rabelo Campos, presidente da Federação Paraense de Judô (FPJ), Jorge Farias, da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel), Antonio dos Santos Gomes, presidente de honra da FPJ, o atleta Julio Cesar Bessa, Adelson Santos, vice-presidente da FPJ, e Ney Gabriel, advogado da FPJ.
A importância do judô, por sua disciplina esportiva, como instrumento de formação cidadã para crianças de famílias de baixa renda foi um ponto ressaltado pela presidente de honra da Federação. “Por exemplo, para que o jovem praticante seja promovido de faixa ele precisa apresentar boas notas no colégio”, observou Antonio Gomes. O atleta Julio Bessa, por sua vez, confirmou o pronunciamento anterior ao comentar a própria experiência. “Venho de família humilde, mas através do judô, em disputas de campeonato, pude conhecer o Brasil inteiro”, disse. “Hoje busco repassar os conhecimentos que adquiri a fim de transformar a vida da pessoa tendo o judô como ferramenta de ascensão social.”
Quem também compartilhou seu testemunho de que a prática do judô foi decisiva na formação de vida foi Ney Gabriel, advogado da FPJ. “Desde os seis anos de idade, ainda em Macapá, comecei a treinar. Por isso, a partir da minha própria vivência, acredito que a implantação do judô nas escolas municipais deve não só fortalecer a modalidade como também será de valioso auxílio na formação de futuros cidadãos conhecedores de seus direitos e deveres”, concluiu.
Nesse sentido, o vice-presidente da FPJ, Adelson Santos, além de sublinhar o ineditismo da presente sessão, a primeira em que uma casa legislativa paraense homenageia especificamente o judô, destacou ainda o aniversário de 45 anos da Federação. “Certamente, seria bem-vinda a implantação de políticas públicas que visem a difusão do judô, que além de ser um esporte de competição, tem na ética e na responsabilidade alguns de seus principais fundamentos, que resultam em sociabilidade multiplicadora da cultura da paz.” Jorge Farias, da Sejel, ao ratificar a importância do esporte para a cidadania, afirmou que a Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer “está de portas abertas para promover a prática de judô nas escolas municipais, inclusive, para a integração familiar”, enfatizou.
Na condição de presidente da Federação Paraense de Judô, Alcindo Campos agradeceu ao vereador Sargento Silvano a realização da presente sessão. Em seguida, historiou as várias etapas cumpridas pela FPJ desde sua criação, em 1974, “período em que grandes mestres puderam dar sua contribuição”. “Agora”, acrescentou, “com a existência de nossa entidade consolidada, se fazendo presente, com seus atletas, em certames nacionais, miramos o futuro, em que se desenha a procura de parceria com órgãos públicos, a fim de colhermos, mais à frente, resultados que dignifiquem o nosso estado através desse esporte.”
Finalmente, o Sargento Silvano, que teve a realização desta sessão aprovada pela Câmara, disse que se sentia “feliz e triste ao mesmo tempo, uma vez que pela primeira vez o judô é homenageado por esta Casa. Mas”, emendou, “estejam certos que a partir de agora a data estará fixada no calendário deste legislativo”. O vereador também se apresentou como uma pessoa que teve sua formação “forjada na prática de lutas marciais, em particular, o caratê, que me deu um rumo a seguir, alicerçado na luta, na determinação, na coragem e construção do caráter”. Igualmente, disse que se somará no empenho de “implementar o judô nas escolas municipais”. Por fim, abriu a Bíblia que repousa sobre a mesa diretora e recomendou o salmo 133, sob a inspiração do qual transmitiu o ensinamento: “Como é bom e agradável que todos nós possamos viver em união. Que assim também seja no judô”.
Antes de encerrar a presente sessão comemorativa, foram entregues aos convidados certificados pelos relevantes serviços prestados ao judô e aos 45 anos de existência de sua Federação.

Você pode Gostar de:

Passagem Alm. Saldanha Marinho passa a se chamar Padre João Maria Van Doren

Foto: Fundação Nazaré de Comunicação Um projeto de lei de autoria do vereador Amaury da …

Skip to content