sexta-feira ,6 dezembro 2019
Home / Vereadores / PSOL / Enfermeira Nazaré / Empreendedorismo feminino e qualificação centralizam debate em sessão especial na CMB

Empreendedorismo feminino e qualificação centralizam debate em sessão especial na CMB

Simone Kahwage defende investimento de recursos públicos para incentivar o empreendedorismo entre as mulheres.

Garantir recursos para ações e iniciativas que promovam geração de renda e capacitação para as mulheres deve ser prioridade para as bancadas femininas em todas as esferas políticas. A afirmação é da vereadora Simone Kahwage (PRB) que, nesta quarta-feira,27, esteve à frente da sessão especial  realizada na Câmara Municipal de Belém para debater a valorização da mulher no mercado de trabalho. ” Essa discussão já está sendo feita em quase todo o parlamento feminino. E uma das alternativas para sair das discussões para a execução é que as emendas parlamentares das nossas deputadas estaduais e federais sejam destinadas ao trabalho de órgãos que desenvolvem as politicas públicas para mulheres, como as secretarias estaduais e entidades como a Combel, em nível municipal, e as delegacias da mulher”, defende Simone.

A pedido da vereadora, o encontro foi aberto com o pronunciamento do vereador Joaquim Campos (MDB) que destacou a importância das mulheres na família e na sociedade. “Nós homens temos que dar a mão à palmatória, porque com todas as dificuldades que vocês enfrentam, que são bem maiores que as nossas, conseguem conciliar trabalho e familia, o que não deixa de ser uma jornada dupla. Vocês têm todo o meu respeito. E saibam que meu mandato está aberto para qualquer uma que precisar de apoio na garantia de direitos”, afirmou.

Os desafios enfrentados pela mulher no mercado de trabalho também foram destacados pela vereadora Enfermeira Nazaré Lima (PSOL) que fez parte da mesa que conduziu a sessão. “A ONU preconiza condições iguais para homens e mulheres, mas a realidade é outra. Infelizemte as diferenças existem. Daí a importância da maior representatividade das mulheres na política. Hoje somoes apenas três num universo de 35 vereadores nesta casa. Em países como a Finlândia, por exemplo, a relação é de 50% homens e 50% mulheres. Espero que um dia a gente chegue nessa proporção. Para isso só precisamos de força, foco e fé, porque podemos conseguir tudo o que quisermos”, declarou a parlamentar.

Também fizeram parte da mesa a deputada estadual Professora Nilse (PRB) e a advogada Larissa Miranda Pinheiro, da Comissão da Mulher Advogada da OAB-Pará. Desigualdade salarial, saúde feminina e violência doméstica pautaram o discurso da deputada estadual. ” No mercado de trabalho é fato que pelo menos 40% das mulheres são responsáveis por manter suas famílias, mas 70 % delas ainda recebem menos que os homens nas mesmas funções. Precisamos fazer essa reflexão e abrir esse diálogo com os homens. Mas antes de tudo é preciso informar as mulheres sobre garantia de direitos. Informação e qualificação são fundamentais para vencer barreiras. É com informação que vamos conscientizar as mulheres para a prevenção do câncer de colo de útero, que é o tipo que mais mata mulheres no Pará. É com informação que você quebra o ciclo de violência doméstica e do femenicídio. Informação é educação. Eu sou fruto da educação. É a educação que transforma”, disse a professora Nilse.

Sessão especial homenageou o mês da mulher e diversas personalidades femininas .

Referências

Durante a sessão mereceu destaque o projeto Viva Mulher, idealizado por Simone Kahwage e hoje desenvolvido por um grupo de pessoas que abraçou a proposta de oferecer qualificação profissional para facilitar o ingresso de mulheres no mercado de trabalho. O projeto já atendeu centenas de mulheres com a oferta de cursos gratuitos em diversos bairros de Belém. “O projeto incentiva o empreededorismo como forma de enfrentar o desemprego. Eu acredito que o empreendedorismo é o melhor caminho para as mulheres, desde que também elas tenham acesso facilitado ao crédito e dessa forma possam investir no conhecimento e formação que adquirem nos cursos”, ressalta a vereadora.
Exemplos da capacidade feminina de vencer desafios, a empresária Josianny Rusef e a advogada Rosane Baglioli Dammsaki dividiram suas experiências e histórias de vida com os presentes. Proprietária da Interbrasil Rent a Car, Josyanny se orgulha de atuar num setor predominantemente masculino. ” Trabalho desde os 15 anos. Já fui muambeira, cozinheira, cuidadora de idosos. Aprendi muito cedo que sinônimo de empreender é trabalhar. Não adianta ter um sonho e ficar deitado esperando as coisas acontecerem. Cheguei onde cheguei com muito trabalho e é isso que passo para meus filhos. Digo isso a todos os jovens. Que tenham coragem e força de vontade e que acima de tudo honrem seu pai e sua mãe”.
“Já mostramos a que viemos”. A afirmação é da advogada Rosane Baglioli que comanda o Complexo Jurídico Baglioli . À frente de 44 advogadas associadas, ela imprime no trabalho os valores que recebeu dos pais, em especial da sua mãe. ” Lembro até hoje da força da minha mãe, professora e dona de casa, sempre incentivando as mulheres a lutarem pelos seus sonhos. E nessa luta, precisamos ser reconhecidas pela nossa competência. Só assim fazemos frente ao machismo opressor que tenta nos limitar”.
Ao final da sessão a vereadora Simone Kahwage homenageou diversas personalidades femininas com a entrega de certificados.

Você pode Gostar de:

CMB aprova orçamento para 2020

A Lei Orçamentária Anual para o ano de 2020 foi aprovada durante sessão extraordinária nesta …

Skip to content