quarta-feira ,21 agosto 2019
Home / Notícias / Dia Nacional da Polícia é lembrado na CMB

Dia Nacional da Polícia é lembrado na CMB

Os desafios da rotina de um agente de segurança pública, as dificuldades enfrentadas pelos profissionais e também a importância do reconhecimento do trabalho feito pela categoria estiveram entre os principais assuntos citados na sessão especial da tarde desta quarta-feira, 17, na Câmara Municipal de Belém. O plenário Lameira Bittencourt ficou lotado de policiais civis, militares, federais, bombeiros para a homenagem que lembrou o Dia Nacional da Polícia, comemorado anualmente todo dia 21 de Abril. A proposta foi do vereador Pablo Farah (PHS).

A solenidade começou com um minuto de silêncio para lembrar todos aqueles da categoria que morreram no exercício da profissão. Para o autor da sessão, Pablo Farah, que também é policial, esses momentos motivam e orgulham os profissionais. O vereador ressaltou também que, apesar das melhorias visíveis dos índices de violência, ainda é preciso avança no tema segurança pública e com união isso é possível.“Vamos continuar na nossa missão de salvar vidas, proteger o nosso colega de trabalho e a sociedade. Essa honraria é pra dizer que o poder público está aqui e queremos uma segurança presente, mas também queremos dignidade para essas pessoas que compõem o sistema de segurança pública e direitos garantidos.  É um momento de buscar uma nova polícia, mais eficiente, mais moderna e mais cidadã para que a sociedade possa acreditar mais.”, afirmou Pablo.

Persistência e comprometimento com a instituição foram destacados pelo Delegado Geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, como algumas das principais características de um agente público. Ele também citou a rotina árdua de um policial com a possibilidade de não voltar pra casa e mesmo assim ainda não ser reconhecido. “Pela primeira vez vejo nós sermos homenageados pela casa do povo. Gostaria de parabenizar todos aqueles que contribuem com o sistema de segurança pública do nosso estado pelo trabalho que tem sido feito”, disse o delegado. O Chefe da Casa Militar, Coronel Costa Junior, destacou que segurança não é só colocar policial nas ruas, tem que haver repressão e prevenção. “Estamos conseguindo fazer isso aos poucos. Comemoramos zero homicídios na nossa capital hoje .Os profissionais fazem 12h de serviço de ronda ostensivas, de dedicação. Vamos avançar” falou o chefe da casa civil.

O Chefe do gabinete da Guarda Municipal, João Medeiros, relatou que se sente muito feliz em ver os vereadores manifestando apoio a categoria que serve o município e que se entristece quando vê parlamentares sendo contrários a condição do guarda como agente de segurança pública. Ele acrescentou dizendo que a Guarda estará sempre a disposição da polícia e da sociedade. “Estamos aqui para somar e cada vez mais vamos fazer tudo para contribuir com a população e com a segurança pública em geral, disse Medeiros.

Secretário Wallame Machado durante o discurso

Para o Secretário de Segurança Pública do Estado, Wallame Machado, toda profissão requer sacrifício e a do policial não é diferente e ainda tem um agravante que é o de sacrificar a própria vida em nome do próximo. De acordo com o secretário, o tripé do avanço na segurança tem sido a inteligência, integração das forças e investimento. Dessa forma, os índices de criminalidade no Pará têm reduzido muito. “Já fizemos o diagnóstico desses primeiros meses de trabalho e já sabemos onde precisamos melhorar. Estamos com 70% de diminuição dos homicídios na capital. A sociedade precisa de nós e precisamos dar esse retorno. Quando nada funciona, a população só conta com a gente. Então nada mais justo do que essa homenagem, esse reconhecimento”.

Como representante da OAB-Pa, Sara Trindade, falou sobre a preocupação da Ordem dos Advogados do Brasil, com a área de segurança pública. Segundo a advogada, já existe uma comissão que trata do assunto e uma outra, recentemente criada, para apoio aos familiares de policias vitimas de violência. Ela também citou o Fórum contra a violência que vai acontecer em Junho na capital. “A intenção do Fórum de Segurança Pública é que profissionais da área e a própria população possam participar apresentando propostas e sugerindo ideias para uma sociedade melhor”, concluiu a representante da OAB.

Como convidado especial da sessão, o advogado criminalista, Mestre em direito processual penal e policial federal, Roberto Darós, que está em Belém para uma palestra, falou sobre a necessidade urgente de reformas na polícia em todo o país e afirmou que a modernidade é o único caminho para diminuir os índices de criminalidade, além da ciência policial. “O Pará é um dos pioneiros nessa modernização em todo o país. Vocês estão se destacando por debater esses assuntos e, principalmente, mostrar pro Brasil que isso pode ser feito com sucesso”.

Ao final da sessão, cerca de 150 agentes que compõe o sistema de segurança pública do Pará receberam certificados como forma de agradecimento e relevância do serviço prestado à sociedade.

Você pode Gostar de:

Vereadores aprovam moção de repúdio ao PL  sobre abuso de autoridade

As discussões sobre o Projeto de Lei de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) chegaram …

Skip to content