quarta-feira ,18 setembro 2019
Home / Vereadores / DC / Dia Municipal do Comunicador destaca profissionais da imprensa em tarde de homenagens

Dia Municipal do Comunicador destaca profissionais da imprensa em tarde de homenagens

Dia Municipal do Comunicador é lembrado com homenagens aos profissionais que fazem a comunicação em Belém.

Jornalistas, radialistas, blogueiros, comentaristas, locutores e cronistas esportivos. Toda a gama de profissionais de comunicação que atua em Belém e região esteve representada na sessão solene que homenageou na tarde desta terça-feira,28, na Câmara Municipal de Belém, o Dia Municipal do Comunicador, celebrado em  5 de maio. A data foi instituída por meio de projeto de lei do vereador Mauro Freitas (PSDC), sancionado em abril de 2015.
A solenidade que homenageou com a entrega de diplomas e certificados cerca de 50 profissionais de comunicação também foi um momento de confraternização e diálogo entre a categoria e o poder legislativo, como disse o presidente da CMB em seu pronunciamento. “Hoje nós estamos aqui fazendo o reconhecimento público da importância de todas as categorias que trabalham para fazer a comunicação na nossa cidade. E mais do que homenagear cada um de vocês, queremos chamar a atenção para o trabalho que vocês desenvolvem informando, divulgando ou denunciando. Nós nos pautamos por vocês. E saibam que eu não me aborreço em receber críticas e reconheço quando um jornalista ou radialista precisa seguir a linha editorial da empresa que o emprega”, afirmou Mauro Freitas.

O presidente da Câmara Municipal aproveitou a oportunidade de estar na presença de profissionais de vários veículos de comunicação para reafirmar seu respeito ao trabalho de todos e agradecer ao apoio na cobertura e divulgação de projetos importantes para a sociedade. Ao mesmo tempo, Mauro ressaltou a importância de profissionais comprometidos em relatar a verdade e que para ajudar nisso a Câmara está sempre aberta. ” Eu sei que a maioria dos profissionais se pauta pela verdade, embora alguns fatos precisem ser entendidos antes de ser divulgados de forma negativa. Exemplo disso foi a questão do ar condicionado nos ônibus que não é atribuição do poder legislativo decidir, está explícito na Lei Orgânica do Município, e acho que todos lembram que graças a forma como o vereador Dr.Chiquinho passou isso para imprensa, os vereadores que não aprovaram o projeto irregular dele, tiveram suas fotografias expostas em jornais e redes sociais e foram tratados como inimigos da população, como se não quisessem ônibus com ar condicionado em Belém”, relatou. Mauro Freitas reiterou que não tem problemas com as críticas, desde que fundamentadas. ” Nos critiquem, mas também tenham mais carinho com a gente, no sentido de mostrar o que está sendo feito de bom nesta Casa. Todos vocês que hoje se reúnem aqui, são o orgulho de Belém”, declarou o vereador.

O vereador e apresentador de TV Joaquim Campos foi um dos homenageados e se considera duplamente responsável como político e como comunicador, a defender a verdade. ” Me proponho a divulgar o que vem sendo feito nessa Casa de forma objetiva e coerente como sempre fiz nesses 34 anos de televisão. Agradeço muito ao vereador Mauro Freitas pela autonomia, liberdade, reconhecimento e respeito que essa gestão dispensa aos profissionais da imprensa”, disse Joaquim.

Vereador Mauro Freitas e parte dos comunicadores homenageados.

Para o presidente do Instituto Internacional de Comunicação e Proteção da Amazônia, Gerson Sales, a homenagem da CMB aos comunicadores é mais um avanço no reconhecimento da comunicação em defesa do povo e dos interesses amazônicos. “Que nós possamos discutir a comunicação no Brasil conscientes de que somos o quarto poder. Podemos e precisamos propagar mais a Amazônia”, disse o dirigente do ICDAM. Ele destacou ainda a necessidade de união entre os profissionais. “Precisamos unificar nossos valores dialogando sobre nossas pautas jornalísticas.Precisamos pauta nossa região,mostrar a vida dos nossos ribeirinhos. É assim que vamos ajudar a defender o nosso patrimônio amazônico”, conclui Sales.

Lembrando do pai Carlos Santos, empresário e comunicador que fundou a atual rede Marajoara de Comunicação, o radialista Silvinho Santos parabenizou todos os profissionais presentes e se disse orgulhoso de ter seu pai como referência de pessoa e de homem da comunicação no Pará. Silvinho Santos destacou que o trabalho da comunicação é mais do entretenimento, é um trabalho social que se bem utilizado pode ajudar toda a população. “Em nosso meio existem problemas históricos que precisam ser enfrentados, como é o caso do assédio sexual sofrido por mulheres jornalistas. É preciso que haja união entre todos para levantar essa bandeira. Comunicador tem que ter a responsabilidade de levar a verdade mas, infelizmente como em toda profissão, existem profissionais bons e profissionais que não nos representam”, desabafa.

A jornalista Anna Paula Mello, repórter da TV Record, estava entre os homenageados. “Quero parabenizar e agradecer à casa por essa iniciativa. Como jornalista me sinto muito honrada, porque a gente vive num momento muito difícil em que a informação é muito instantânea, em que muita gente desacredita o trabalho do jornalista. Por isso é uma emoção muito grande saber que o poder legislativo apoia esse trabalho muitas vezes ingrato. É muito bom saber que aqui os vereadores honram essa função que é extremamente fundamental para uma sociedade democrática como a nossa”, disse Anna Paula.

A ética à frente de tudo. É o que defende no dia a dia da profissão de comunicador, a jornalista e apresentadora Priscilla Amaral. “Eu gostaria primeiro de agradecer à casa por esse reconhecimento,até porque a gente sabe que a categoria nem sempre é lembrada e quem sabe a importância que nós temos entende que é muito mais que uma profissão. Quem assume esse papel de comunicar, de ser a voz da sociedade está à frente de uma missão de garantir justamente numa sociedade democrática o direito à informação. A população tem o direito de ser informada assim como tem o direito de ser ouvida e é esse o papel do comunicador”, afirma Priscilla.

Para a jornalista, comunicador não é quem produz a noticia. Ele é o vetor da notícia, o meio pelo qual a notícia é vista, ouvida, lida. “Que os comunicadores entendam também seu compromisso e seu papel social, e tenham sempre ética e responsabilidade. Assim como um político quando dá uma canetada também é capaz de matar, se naquele ato ele priva pessoas de recursos para saúde, educação, assim mesmo é o comunicador quando não assume a sua responsabilidade. Uma notícia mal dada e mal repassada pode destruir uma vida. E o nosso papel não é destruir vidas, e sim construir uma sociedade muito melhor. E eu quero entender que estou aqui pra cumprir essa missão”, declara.

Você pode Gostar de:

Vereadores aprovam projetos do executivo em sessão extraordinária

Os vereadores de Belém aprovaram, em sessão extraordinária, nesta terça-feira, 17, dois projetos do executivo …

Skip to content