segunda-feira ,20 novembro 2017
Home / Notícias / CMB promove debate sobre a inclusão social por meio do esporte

CMB promove debate sobre a inclusão social por meio do esporte

Vereadora Simone Kahwage

A inclusão do esporte na sociedade, principalmente para pessoas carentes e com alguma deficiência, foi tema de debate em sessão especial na Câmara Municipal de Belém. A discussão proposta pela vereadora Simone Kahwage (PRB), destacou as ações feitas nos bairros, a importância da integração do jovem e a falta de recursos e apoio na realização de projetos voltados a comunidades em situação de risco. “Recebo vários pedidos de representantes e agentes comunitários para a realização de projetos voltados ao jovem nas periferias. Sabemos que não podemos atender todos por falta de apoio. Na sessão vamos mostrar o que está sendo feito e o que podemos fazer para melhorar a inclusão e a qualidade de vida dos nossos jovens”, explicou Simone.

A sessão reuniu vereadores, representantes das secretarias de esporte de Belém e do estado, professores de educação física, pessoas atendidas pelos projetos sociais e outros convidados. A igreja Universal, por meio do grupo Força Jovem Universal, abriu a sessão com uma apresentação de capoeira. O FJU tem resgatado vários jovens por meio do trabalho de integração e a prática da capoeira. Para Rodrigo Azevedo,coordenador do grupo, a participação dessas pessoas no projeto ajudou a tirar esses jovens das ruas, que poderiam ser assaltantes ou tomar algum rumo errado na vida. Além da capoeira, o grupo também oferece outras modalidades e atua em vários bairros de forma gratuita.

Grupo Força Jovem Universal

Como forte apoiadora da causa, a professora Simone La Roque enfatizou que Universidade do Estado do Pará (Uepa) não mede esforços para atender as demandas e desenvolve um trabalho gratuito de avaliação física adaptada ao público na luta por direitos iguais e,para isso, o esporte é prioridade. “O esporte é o meio que temos como instrumento de inserção. Há muito a ser feito por esse papel social com parcerias municipais e estaduais”,avalia.

O secretário municipal de Esporte e Lazer de Belém, Wilson Neto, enfatizou os projetos realizados pela prefeitura como o “Esporte sem Barreiras”. que atende pessoas com deficiência oferecendo várias modalidades esportivas como o basquete com cadeira de rodas, vôlei sentado, iniciação de cadeirantes no banho de praia, escola de esporte que revelaram atletas para o mundo. O foco da Sejel é levar projetos diferentes para dentro das escolas para diversificar o esporte e oferecer uma gama maior de opções para crianças e jovens. ” Esse tipo de debate, aqui na Câmara Municipal, é uma iniciativa louvável. É nossa obrigação prestar contas com a sociedade e fortalecer o esporte amador e profissional no município e no estado”, disse Wilson.

Wilson Neto, Secretário de Esporte e Lazer do município

O jovem Marcos Felipe, de 13 anos, é atendido por um dos projetos do governo do Estado, realizado na Associação de Artes Marciais. Ele foi tricampeão brasileiro, campeão sul-americano, Tricampeão na copa norte e hexacampeão paraense de karatê. Marcos  é um exemplo de como o esporte pode ajudar na formação cidadã. “Se eu não fosse pro esporte eu era obeso, não ia ter educação. Cada modalidade tem uma coisa boa pra gente e nos torna um cidadão melhor. Até o final da minha vida vou praticar esporte.”

Atleta Marcos Felipe

 

Você pode Gostar de:

Sessão Solene lembra os 500 anos da Reforma Protestante

Um dos eventos mais importantes da igreja evangélica completa 500 anos no dia 31 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *